Digam a Satã que o recado Não foi entendido

setembro 12, 2013 § 2 Comentários

A série Amores Expressos continua viva; mesmo que seja apenas um selinho discreto na contra capa do livro. É de Daniel Pellizzari a empreitada de narrar uma história de amor em Dublin, capital da Irlanda. O título provocador Digam A Satã Que O Recado Foi Entendido e a ótima capa me fizeram pular rapidamente dentro do livro quando o vi na prateleira da livraria.

 Image

Mas foi na página 102 que eu enchi o saco de vez e abandonei a leitura; apenas folheando as páginas finais. O texto de Pellizzari possui características que, dependendo do ponto de vista, podem ser qualidades ou defeitos; texto anárquico, temas obscuros, múltiplos narradores e múltiplas referências. Só que faltou uma escrita melhor . Muitas vezes eu recorri à contracapa com o resuminho da história pra tentar descobrir qual era o personagem que estava sendo narrado. É como se alguém entrasse na sala contanto uma história pela metade, e você não sabe de quem se trata – em um filme temos pelo menos o rosto dos atores para estabelecer uma relação, no texto escrito é preciso situar o leitor nem que seja pelo título do capítulo – o que não ocorre. A narrativa é irregular mesmo em recortes menores, como no capítulo “Jesuis” onde um dos personagens começa falando tudo errado e passando as páginas vai falando mais normal, sua marca registrada é falar “idjota”. O que é o cerne de outro problema. Qual é a língua que estes personagens falam? O autor parece simular uma tradução para o português do inglês da irlanda de sotaque mais puxado e o resultado é muito estranho – pois é difícil desligar a informação de que se trata de escritor brasileiro e fica todo mundo parecendo caipira.

Não gosto também desse negócio de “referencias pop”. Tem um personagem viciado em videogames da Nintendo, outro em “shmups”; soa um tanto forçado, senão irrelevante, já que não desenvolve o personagem nem a historia.

 

A Dublin de Pellizzari é caótica, tem cheiro de alcool, pubs e sexo…. não existe amor em Dublin. Inserido na coleção Amores Expressos é uma grande Fuga do Tema. Sorte que não é redação do ENEM.

 

 

Anúncios

Marcado:, , , , , ,

§ 2 Respostas para Digam a Satã que o recado Não foi entendido

  • alinetkm disse:

    Acho que esta é a primeira resenha que leio deste livro, e já estava bem curiosa porque sempre que o vejo fico naquela indecisão, “levo ou não levo”, e aí não levo porque me lembro dos tantos outros que tenho para ler ainda.
    Me pegou de surpresa o fato de ter abandonado a leitura e de não ter curtido. Nunca li o autor, então não tenho ideia de como seja sua escrita. Apesar de todos os pontos mencionados, ainda tenho curiosidade em relação ao livro, mais por ser da coleção Amores Expressos e pelo fato de se passar em Dublin, cidade onde morei durante um ano.

    Um beijo, Livro Lab

  • Recomendo que termine o livro , eu terminei de ler hoje e já quero ler mais uma vez , tantas referencias deliciosas e aleatórias , o livro é engraçadíssimo e brutal ao mesmo tempo , não vejo problema em um autor brasileiro escrever sobre o exterior , quem já foi itinerante sabe , como não existe amor em Dublin , leia até o final !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Digam a Satã que o recado Não foi entendido no Leonardo Bandeira.

Meta

%d blogueiros gostam disto: