OLD BOY e um comentário rasteiro sobre mangás

abril 29, 2013 § Deixe um comentário

 É interessante observar como o mercado de mangás continua em alta no Brasil. Basta ir habitualmente à uma banca de revistas e observar a quantidade de novos títulos que são publicados e relançados. O que mais admira, é que não só de Dragon Ball e Naruto vivem os mangás. Várias histórias com nomes estranhos e garotas peitudas são lançadas todo ano sem que haja divulgação formal em outras mídias. Será um mercado que se alimenta dos downloads via internet e fan-subs? Eu não tenho ideia de como anda a programação de Animes na TV a cabo, mas 95% do que é publicado hoje eu nunca ouvi falar.

Daí que pra minha surpresa chegou na minha banquinha OLD BOY, conhecido há muitos anos por aqui devido ao filme de mesmo nome, mas que muita gente não deve imaginar ter origem nos quadrinhos – principalmente por não conter os clichés do gênero. Achei incrível que mesmo tantos anos depois ainda tenha havido interesse em publicar esta história. E olha que na publicação não há qualquer referencia ao filme!

Curioso, li o mangá para procurar as semelhanças e diferenças em relação ao filme. Para minha surpresa, foram muito poucas. Além do normal aumento de conteúdo que permite a mídia impressa, a referência à Monte Cristo parece ter sido uma inserção do diretor Chan-wook Park ao filme. Pretendo continuar a leitura do mangá que está no numero 2, e atualizarei o post caso tenha algo interessante à adicionar.

Anúncios

Marcado:, , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento OLD BOY e um comentário rasteiro sobre mangás no Leonardo Bandeira.

Meta

%d blogueiros gostam disto: